Roma Antiga

Blog sobre a Roma Antiga: história, cultura, usos e costumes.

segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Magister Militum (mestre dos soldados)
Foi um dos cargos mais importantes do final do império, criado por Constantino. Os magistri militum (plural) tinham a seu cargo o controlo militar de províncias com tropas (existia assim um magister militum per Galllias, outro per Iliricum, etc). Também existia um magister militum para todo o império, que era uma espécie de chefe (quase) supremo dos exércitos; quando o império estava dividido entre o império do ocidente e o do oriente, existia um magister militum para cada uma dessas duas 2 metades, sendo pelo seu controle dos exércitos no séc. IV, uma das personagens mais importantes. Ora com as menoridades de imperadores/mediocridades do final séc IV e princípios do séc. V, tornou-se de facto no cargo mais importante. Muitas vezes o magister era um bárbaro (Estilicão), ou alguém de origem bárbara (Orestes), mas podia ser também um romano (como Aécio), chegando mesmo à púrpura (Avito). A maior parte dos magistri militum do séc. V ficariam em Ravena ou Constantinopla a mexer os cordelinhos do império raramente comandando os exércitos dado que isso implicaria afastarem-se da capital e do imperador. Com o assassinato de Aécio, os Magistri Millitum do Ocidente passariam assassinar e nomear a seu bel-prazer os imperadores, preocupando-se unicamente com o seu poder pessoal e a sua segurança até ao fim do império. No oriente, os imperadores através de uma série de intrigas (nomeadamente sendo vários imperadores ex-magister) conseguiriam reduzir o cargo às suas funções militares e livraram-se dos bárbaros.
Já agora, este blog fez ontem 2 anos.
Q.F.M.

14 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Parabens!!! Excelente blog!
Contem muitos.

6:08 da tarde  
Blogger Berith said...

parabéns pelo artigo e pelos dois anos :)

1:57 da tarde  
Blogger Kriska said...

Não conhecia os Magistri Millitum nem a sua relação com o império do oriente. Parabens pelos dois anos de blog, nos dias de hoje é alguma coisa.

8:18 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Excelente Blog, Parabéns pelo aniversário!

11:22 da tarde  
Blogger Rantas said...

No seu post, Estilicão aparece como mais um Magister Militum entre outros. Eventualmente pior ainda do que os outros, pelo facto de ter sido um bárbaro.

O que tenho lido sobre Estilicão é que ele teve sempre uma atitude correctíssima, de defesa do Império e não dos seus interesses pessoais. Aliás, quem teve uma atitude perfeitamente bárbara com ele foi o Imperador da altura - julgo que Honório, um Romano "não-bárbaro" - que o atraiçoou e "vendeu" ao inimigo - Alarico?

A minha memória já conheceu melhores dias e não me apetece ir agora olhar para o Gibbon...

Aproveito para dar os parabéns pela efeméride. Dois anos a manter um blog de elevados padrões de qualidade é um marco. Espero que continuem a providenciar estes excelentes posts sobre Roma Antiga.

Um abraço!

1:56 da manhã  
Blogger Imperio said...

Não disse que ele era pior do que os outros por ser bárbaro, ele portou-se bastante bem como comandante (não é por acaso que Teodósio confiava nele). Se houvesse tantos preconceitos, poderia ter tomado a púrpura para sí, o que seria melhor do que os incapazes dos Honórios, Arcádios e respectiva descendência. Estilicão foi criticado por em vez de exterminar as hordas bárbaras, usa-las como foederati contra outras tribos, mas isso dificilmente fará sentido: ele usou uma velha técnica que sempre funcionará e dificilmente arranjaria tropas romanas de qualidade em número suficiente como substitutos. A sua grande falha, foi o facto de ser um militar e não saber jogar o jogo palaciano na perfeição (mas não havia um precedente para isso, até molengões como Nero tinham governado pessoalmente).

9:17 da manhã  
Blogger Filipe Alves said...

Acho que Estilicão era de facto um grande homem e um dos poucos que naquela altura compreendiam o momento histórico que se vivia. Ah, e parabéns a nós :) (mais a ti, que tens mantido este espaço vivo)

4:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Parabéns e continuem.

11:00 da tarde  
Blogger Rantas said...

Caro império, não me interprete mal - de facto não disse que Estilicão era pior do que os outros.

Devo dizer que o meu comentário não pretendeu ser crítico, e se o pareceu, apresento as minhas desculpas; apenas considero - fruto das poucas leituras que fiz sobre esse assunto - que Estilicão foi um dos grandes vultos dessa época, sendo a sua queda em desgraça sinal inequívoco de uma grande decadência moral. O facto dele ser bárbaro só torna a coisa mais irónica...

12:54 da manhã  
Blogger Alessandro_PPG said...

Olá! Visite o meu novo blogger: http://ilustrada-ppg.blogspot.com/ e meu site: http://www.ilustrada.ppg.br/ Me ajude a divulgar! Desde já agradeço! E gostaria de fazer novas amizades! Abraços !

3:00 da manhã  
Blogger Imperio said...

Não tem de apresentar desculpas.
De facto é irónico ser um bárbaro a "esmifrar-se" para preservar o império romano no fim. Mas pior, foi um dos últimos imperadores romanos ter tentado fazer uma reforma fiscal para obter dinheiro da grande aristocracia romana para tentar manter um exército eficaz e fiel e o senado dar luz verde a Ricimer (um bárbaro também magister militum) para assassinar o imperador, desde que mantivesse o status quo e não lhes tocasse nas fortunas, mantendo-se o sistema de mercenários/foederati que acabou com Roma. Onde ia o patriotismo dessa gente.

3:42 da tarde  
Blogger Filipe Alves said...

Referes-te a Majoriano? Gibbon elogia-o bastante...

2:50 da tarde  
Blogger Parca said...

Sim, e de forma geral os historiadores tem boa opinião dele (é um fraquinho pelos que tentam regenerar algo e fracassam por culpa dos outros).

1:48 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

8:28 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home