Roma Antiga

Blog sobre a Roma Antiga: história, cultura, usos e costumes.

quarta-feira, junho 08, 2005

CONTO: "O Capricho de César" (III)

Estoicamente, a caravana caminhava entre as dunas ardentes, da mesma forma destemida e ousada que uma nave avança entre as turbulentas ondas do oceano. E após tantas horas de viagem, Caius já se habituara ao dorso do animal que o transportava, embora permanecesse algo dorido.

Não obstante o facto de não compreender a sua língua, Caius notou que os seus companheiros de viagem contavam piadas entre si – ou pelo menos assim parecia, pela forma como riam. Ele, todavia, permanecia em silêncio, pensando no passado…

Cerca de um mês antes, Caius fora assistir a um espectáculo teatral em Roma, no chamado teatro de Pompeu. Em cena estava “O Soldado Fanfarrão”, de Plauto. A assistência delirava com a farsa; entre os espectadores encontrava-se Caius, que então comentava com um seu amigo, Quintus Nonius, que a plebe romana adorava o estilo sarcástico e contundentemente crítico de Titus Maccius (*). O amigo acenou com a cabeça em sinal de concordância, asseverando que Plauto e Terêncio estavam ao nível dos melhores dramaturgos gregos. E acrescentou, não sem orgulho, que se era verdade que Roma não tinha grandes filósofos, também o era que se podia orgulhar dos seus excelentes homens de letras!

Caius concordou, rematando a conversa com um gesto de aprovação. O espectáculo estava no auge. Sentado bem perto de Caius e Quintus encontrava-se um homem gordo, dos seus cinquenta anos, que se fazia notar pelas suas gargalhadas estridentes e algo despropositadas. Mas não era o único.

(Continua)

C.I.P.

____________________________________________

(*) - Tito Mácio Plauto, Comediógrafo romano (259-184 aC).

4 Comments:

Blogger sLx said...

[Pediste uma crítica construtiva e espero que não leves a mal...]

O que posso dizer desta pequena amostra é que há demasiados advérbios e muitos adjectivos inúteis que atrapalham a leitura (como exemplo, relê o 1ª frase desta 3ª parte). Não sendo eu um escritor por aí além, noto que tens de passar pelo texto e cortar muitas palavras para o tornar mais fluido.

Já os 2 ultimos parágrafos desta parte estão melhores. Talvez o defeito esteja na descrição e menos no desenvolvimento do enredo (que, aliás, ainda mal começou).

Just my 2 cents,

1:02 da tarde  
Blogger Filipe Alves said...

Obrigado;) ainda sou novato nisto e vou tentar adoptar um registo mais fluído. Continua a comentar, sempre que achares bem!

4:35 da tarde  
Blogger Rui Afonso said...

Pois eu gosto, precisamente, do oposto. Do rebuscado que o texto transporta atraves da constante utilizaçao dos adverbios e dos adjectivos. Eça, entre outros, era um genio da escrita, e nunca ninguem lhe criticou a abusiva utilizaçao da adjectivaçao.
Parabens, Filipe! Esta a ir muito bem...

1:54 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

8:23 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home